sexta-feira, junho 24, 2005

hanabi ou planando sob o jacarandá




mas nessa altura dançavam pelas ruas fora, quais fantoches febris, e eu trotava atrás deles, como toda a vida fiz no encalço das pessoas que me interessam, porque as únicas pessoas autênticas, para mim, são as loucas, as que estão loucas por viver, loucas por falar, loucas por serem salvas, desejosas de tudo ao mesmo tempo, as que não bocejam nem dizem nenhum lugar comum, mas ardem, ardem, ardem como fabulosas grinaldas amarelas de fogo-de-artifício a explodir, semelhantes a aranhas, através das estrelas e, no meio, vê-se o clarão azul a estourar e toda a gente exclama: Aaaah!


(jack kerouac chegado através do v.b.)






(pinturas de takeshi kitano)

os dias de s. joão são sempre lentos para poder saborear a memória dos meus amores planando em voo raso debaixo do jacarandá


6 comentários:

Carla de Elsinore disse...

vai ao meu jacarandá, fe fazes favor

Cecília disse...

Cheguei aqui através de Elsinore e começo por lhe pedir se me pode dar o endereço das pinturas de Kitano.
Fico-lhe muito grata.

Carla Susana disse...

Às vezes choramos quando nos sentimos em casa...

pasárgada disse...

cecília as pinturas do kitano saquei-as do dvd do hana-bi (fogo de artifício)filme realizado por ele, portanto nada como comprar o filme :) garanto que é uma bela compra
ou então O verão do Kikujiro creio que as pinturas não estão nos extras mas aparecem ao longo do filme

pasárgada disse...

e quando a casa são os amigos ;)

Cecília disse...

Muito obrigada. Tenho quase todos os filmes do Kitano, o que não me tinha lembrado era dessa maneira de tirar as imagens. Gosto imenso dele e os desenhos são uma ternura... alguns filmes também (Hana-bi, o verão de Kikujiro e Dolls são uma delícia!)